Fahrenheit 451 é um livro, de certa forma, pouco conhecido, mas quem o conhece ama sua história! É impossível não se identificar com a opressão das mídias sociais que funcionam mais para “emburrecer” as pessoas do que para informar (qualquer semelhança com a nossa realidade é mera coincidência, ou não).

O livro é tão bom, que foi levado as telonas em 1966, e agora retornará em um super remake que será produzido pela HBO Filmes, confiram a notícia:


Fonte: Adoro Cinema

O diretor Ramin Bahrani foi escalado para dirigir, roteirizar e ser o produtor executivo de uma nova adaptação do livro "Fahrenheit 451", clássico romance distópico do escritor Ray Bradbury. De acordo com informações do site The Wrap, o longa-metragem será produzido pela HBO Films e contará com Alan Gasmer (Vikings) e Peter Jaysen (Pelas Garotas e Pela Glória) dividindo a função de produtores executivos com Bahrani.

Ambientado em um futuro dominado por um governo opressor, Fahrenheit 451 acompanha a história de Guy Montag, um bombeiro que tem como missão incendiar livros, que são considerados inúteis e fonte de improdutividade e frustrações. Ao atender um chamado em uma casa que era uma verdadeira biblioteca clandestina, Montag passa a furtar livros e questionar o status quo após conhecer uma mulher não conformada com o regime vigente.

A trama de Bradbury foi adaptada para os cinemas pelo influente cineasta francês François Truffaut em 1966. O Fahrenheit 451 do cineasta contou com Oskar Werner no papel principal e trilha-sonora do cultuado Bernard Herrmann. O longa-metragem foi indicado ao prêmio Leão de Ouro no Festival de Veneza. 
Carpe Diem!

Deixe um comentário